Ideias simples para se embrenhar pelas mídias digitais

Não é que seja a favor de fórmulas mágicas: não sou. Mas gosto de construir imagens para facilitar a compreensão das coisas do dia a dia, sobretudo quando o tema é complexo. Para mim, a principal relação que existe em comunicação, a que mais deve ser estudada, é “causa e efeito”.

Baseado nisso, fiz um curto “mapa” sobre como deve funcionar a cabeça de quem se embrenha – ou planeja se embrenhar – pelas mídias digitais, mas que ainda não sabe por onde começar. São ideias simples, algo como ter que dar um passo para poder sair do lugar. Que seja!

Produzir conteúdo é 100% de inspiração e 100% transpiração
Produzir conteúdo é 100% de inspiração e 100% transpiração

TOP
É fácil saber se o que foi produzido está bom: basta perguntar a si mesmo se foi feito o melhor possível. Fazer julgamento baseado em parâmetros externo, que não estão ao seu alcance, é cometer autossabotagem.

ESPECIALIZAÇÃO
Mergulhe em algo que você tenha afinidade, pois assim se constrói a identificação. Aliar pesquisa à especialização dará autenticidade a seu conteúdo, o que é fundamental para a formação da identidade nas mídias sociais.

INÍCIO
Não deixe de compartilhar o seu conteúdo por julgamento de qualidade. O pontapé inicial é estudar. Em seguida é digerir, produzir, testar e compartilhar a experiência.

OBSERVAÇÃO
Todo processo tem um objetivo, mas jamais haverá um ponto final. É fundamental observar os efeitos, as opiniões e a repercussão do que foi compartilhado. Selecionar as críticas também é importante, bem como saber absorvê-las e transformá-las em valores positivos.

SATISFAÇÃO
Não a sua, mas a do público. Invista 100% do seu pensamento nisso, portanto, conheça quem o segue e converse com ele. Inverta a tradicional relação de patamares entre a produtor e o consumidor. Acrescente o verbo “dar”, sempre que puder, em seu vocabulário. Mas dê relevância. Saiba que essa satisfação manterá seu negócio vivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *